Buscar
  • Ariel

SAGRADO FEMININO

O Sagrado Feminino é um movimento filosófico que busca retomar o orgulho e apropriação da nossa essência através dos ensinamentos sobre o nosso corpo, emoções, ciclos femininos e na harmonização com a natureza. As mulheres passam a se desligar um pouco da tecnologia e da rotina para adentrar dentro de si mesmas, percebendo seus instintos, vontades, ciclos femininos, se reconctando ao nosso universo interior que traz todo a nossa ancestralidade e potência. Alcançando uma nova consciência do mundo e do nosso papel.

Esta nova consciência pode ser a porta de saída da supremacia patriarcal - repressora e cheia de regras- e uma entrada para um universo mais maternal, afetivo, artístico e místico. Neste momento, nos percebemos parte do todo e o todo em nós, vemos a natureza agindo em conjunto com nossa essência, seja pela lua, alquimia das plantas e ervas, conexão com a terra, mar, etc.


No Sagrado Feminino aprendemos a nos desvincular de padrões de beleza e regras pré-estabelecidas pela sociedade e enxergamos a nossa verdadeira essência, tão bela e peculiar. Isso faz com que despertemos nossas "Deusas", afinal o ato de gerar, nutrir, amar e cuidar pode ser considerado como uma dádiva proporcionada a mulheres. E vai além de ser mãe ou não, mas abrange a consciência da perfeição do nosso corpo.

Nesta filosofia de vida, as mulheres passam a valorizar mais seus ciclos naturais, como a menstruação, a maturidade, a gestação, o parto e a amamentação. No entanto, não são induzidas a serem radicais ao viver esses períodos ou exercer determinadas funções. O valor está em aceitar a naturalidade das coisas, seu histórico de vida, vontades e capacidades. Aprendendo a se conhecer de forma mais profunda e a aceitar os acontecimentos da vida e a si mesma, as feridas começam a ser curadas e as mulheres passam a ser mais felizes, amáveis e únicas.

Você descobre, então, que ser mulher não significa ter um parto natural, amamentar ou se sentir bem na própria pele quando está grávida. Na verdade, o objetivo é entender como você traz seu amor e feminilidade para todas essas fases da vida.

Aprendemos a sair do padrão de culpa e julgamento para viver de maneira mais leve e livre. Imagina o quanto isso pode ser poderoso e ao mesmo tempo transgressor?

Estando bem resolvidas e conectadas nesse ciclo de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal conseguimos nos relacionar bem com os outros, porque nossa essência está curada, acolhida e amada. A experiência do amor é vivida novamente de dentro para fora, nesses exercícios de aceitação, amor próprio e perdão encontramos a plenitude que nos torna mulheres magnéticas que atraem os homens capazes de potencializar toda nossa essência.


Neste processo, fica evidente que é possível viver a experiência do amor sem depender da outra pessoa, pois o amor próprio vem sempre em primeiro lugar. É a sua paixão por si mesma que nutre o amor do outro e nesse processo os relacionamentos tornam-se leves e focados no desenvolvimento de ambos numa caminhada em conjunto. Deixa-se para trás inseguranças, ciúmes, cobranças e vive-se de verdade o amor puro e libertador.

O Sagrado Feminino estimula o despertar da sua Deusa interior que evidencia importantes características nesse desenvolvimento, este simbolismo demonstra a essência mais pura que habita em você. Valoriza suas belezas mais primitivas, a guerreira que luta pelo o que quer, a fera que defende seus propósitos, a loba que protege sua família. É também abster-se da culpa ou vergonha de ser você mesma, não se importar com o pensamento coletivo da sociedade, é viver a sua verdade.

SAGRADO FEMININO E A SEXUALIDADE

Nossos órgãos sexuais e comportamento perante o sexo são resultados das nossas experiências vividas. Por isso, muitas vezes mulheres reprimidas, têm dificuldade em sentir prazer ou até dores no ato sexual, outras tem compulsões ou transtornos. Somos um ser integral e tudo é interrelacionado.

Desmistificar, aceitar e curar estas feridas emocionais entregam para a mulher a chave do seu corpo e do prazer. Livrar-se de crenças limitantes dão uma nova perspectiva sobre a sexualidade.

Trazer todas estas experiências e crenças limitantes para um universo que propõe a cura também a partir da expressão das artes e da criatividade, ou seja muito mais do que falar do problema, te propõe manifestar o lado criativo para um processo de conexão e autocura, seja pela dança, escrita, artesanato, culinária, pintura, etc. Cultuar o ventre – que está intimamente ligado ao órgão sexual e ao sexo – sendo uma região que simboliza a criação. Deste modo, o ventre recebe as energias curativas por meio deste processo de criatividade. Lindo, não?

Veja que é muito mais complexo e profundo que receitas prontas, porque envolvem algo bem íntimo e que exige de cada uma a autorresponsabilidade sobre a sua cura. Resgata-se assim as potencialidades da nossa ancestralidade, sua sabedoria e felicidade e entrega nas nossas mãos a decisão do que faremos com tudo isso. Poderoso, hein?


Nós do Conexão do Tantra estamos aqui para te ajudar e te conduzir de maneira segura nesta descoberta do seu ser integral. Vem com a gente : )


Vamos continuar evoluindo? Clique aqui e conheça a Arte de Pompoar.






59 visualizações
  • Black Instagram Icon

Unidade Moema: Alameda dos Jurupis, 435 - Moema- (Menos de 10 minutos do Aeroporto de Congonhas)

Escritório Administrativo e para venda de franquias: Alameda dos Jurupis, 455 Conj: 56

Telefone: (11) 94803-5819/ (11) 2506-0598 (ligue apenas se procura por massagem tântrica)

 

 

© 2020 por Conexão do Tantra (todos os direitos reservados)

 NÃO oferecemos sexo !!! Entre em contato APENAS se procura por sessões de massagem tântrica terapêutica.

Atendimentos apenas  no nosso centro tântrico. NÃO atendemos em domicílio (Não insista !).