Buscar
  • Ariel

PONTO G: DESCUBRA E APROVEITE

Atualizado: Abr 28

Em 1950 o médico e ginecologista alemão Ernest Gräfenberg descreveu a presença de uma zona erógena na parede anterior da vagina, ao longo do trajeto da uretra. É uma região com uma série de terminações nervosas - consequência do clitóris. Quando esta região é estimulada pode gerar muito prazer e levar a orgasmos intensos.

O ponto G está entre o osso púbico e a parte da frente do colo do útero, a cerca de duas polegadas da abertura vaginal, na parede frontal da sua vagina (a que fica mais perto do estômago e não das costas). E apesar de ser considerado um mistério da sexualidade humana, uma vez que você o encontra, pode desbloquear o duplo orgasmo vaginal e clitoriano.

Para que a experiência de encontrá-lo seja estimulante, antes de introduzir o dedo, esteja excitada (faça um ritual de autoamor), deste modo a sua excitação também ajudará a localizá-lo facilmente. Quando já estiver "nas nuvens" insira seu dedo na entrada da vagina, cerca de dois a três centímetros para cima, curvando-o (como na ilustração). Em seguida, movimente-o em direção ao umbigo.


Esta região é mais áspera do que as outras partes da vagina, e pode ser uma área mais rugosa ou estriada.




Se este toque te traz prazer, comece a explorar a área fazendo fricções circulares que tendem a te dar sensações muitos gostosas, pode parecer que todos os seus órgãos sexuais estão pulsando, mas é algo bem particular. O mais importante é você perceber o que o seu corpo sente.

Geralmente os orgasmos do Ponto G tendem a ser mais encorpados e trazer uma carga emocional muito intensa e por muitas vezes libertadora, esteja preparada.


O seu corpo pode te proporcionar orgasmos variados, lembre-se: todo ele é orgástico. Aprenda a desvendar seus códigos e surpreenda-se com os resultados.



Ariel Salvatore


Vamos continuar evoluindo? Clique aqui e aprenda mais sobre a Masturbação Feminina.







178 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo